terça-feira, 26 de julho de 2016

Dia dos Vovós




Momentos de Voternidade

Até à volta, meu amor lindo da vovó!
- Eu volto, vovó!

Os netinhos Leozinho, Murilinho e Pedrinho...

Junto do meu lindinho
Sou muito mais feliz
Ele me disse assim desta vez:
"-Vovó, pode não adiantar para ninguém, mas para mim, sim"...
Conversa como gente grande comigo...


Com a vovó escolhendo o seu carrinho preferido...
A coleção vai se completando...


A vovó poderia estar mais feliz?
Com o netinho e seu moranguinho...
Tudo fica mais terno e festivo ao meu redor...

O Pedrinho cresceu... está com sete meses de vida...
Todos estamos felizes com a chegada dele...

A vovó sorri com a alegria de ter o netinho lindo ao colinho...
Uma casa sem criança só ser for com muito amor no coração...
Assim vale igual...

Aproveitemos do Dia do Senhor e da família
Para orar pelos nossos que estão ausentes...
Geograficamente, mas não do coração...




-Vovó, você tá vindo?

-Por que você ainda não veio?

-Vovó, você vai não morrer  logo, né?
Eu lhe disse:

-Não, meu benzinho, vai demorar muito...



-Que noite maravilhosa, vovó!
(Comendo pipoca e vendo DVD)



-Vovó, você não vai embora!
(ternura do netinho caçula)...

-Boa viagem para você também, vovó!


(Ternura do netinho do meio que sabe que vou e volto)...









Ter netinhos é o melhor que Deus os concedeu na Melhor Idade...


Até aqui, o Senhor nos ajudou, meus netinhos...
Sem vocês, nada é igual!
A vida continua... mesmo sangrando, a gente vive...

quarta-feira, 6 de julho de 2016

9 Aninhos do Netinho Amado



Hoje estou curtindo uma joia rara: meu netinho do meio... lindo de encantar a gente... Quando pequenino, me fazia ficar alegre, dançar, me chamava para rodar, brincar, tirávamos muitas fotos... comíamos e nos lambuzávamos de doces... 
É seu aniversário... a festinha vai ser quente, estamos animadas, a mãe e eu... bem como os demais familiares do meu genro também... Ele está aproveitando os mimos que todos lhe trazem e os meus que os faço... creio que estes, corpo a corpo, olho no olho são os melhores pra ele e pra mim...
VOLTO A SER CRIANÇA... como na mensagem acima... Bom demais! Pura emoção!
Estou quebrando a rotina de verdade... que vida diferente levo junto dele, só alegria, ainda há pouco o fiz dormir e coloquei-o no bercinho, depois de cantar e contar a historinha dos três porquinhos, que ele adora...

MURILINHO me faz sonhar acordada... ele é um encanto... seu olhar é puro e cristalino, como muitos olhares de crianças que têm tudo de necessário para a sobrevivência, é claro... já vi olhinhos famintos, carentes de tudo... que diferença!
Estando, nestas duas últimas semanas, junto da filha e netos, posso conhecer melhor o progresso dos pequeninos...
Dia após dia eles vêm crescendo não só em estatura... mas em graça e sabedoria, como a Deus agrada...
Conto-lhes sempre muitas historinhas infantis e não é que, ensinando a do LOBO MAU, ele se viu com medo do bicho fantasioso, quando era pequenino?


Ele ficava debaixo do edredom, escondido do "Lobo Mau"... expliquei-lhe que Papai do Céu toma conta da gente... que ele só está na floresta com os "Três Porquinhos" e que não será alcançado pelo mesmo, mas nada o convencia... quando passava pelas matas ao redor de sua habitação, na época, falava com propriedade: "o Lobo Mau tá lá"... Na verdade, o que importa é que se sentia protegido por mim, pelos familiares... Sabe, piamente, que, se estamos perto, nada o atingirá...


- Eu me lembro de você quando vou no Shopping, vovó...
- Eu queria que você viesse aqui...
- No jogo eu ganhei poder... eu tenho esse poder de jogar e conversar com você... rs...
- Eu choro de saudade de você, meu benzinho... 
Digo-lhe eu e ele retruca: -Eu também!
- Queria ter uma asa bem grande pra voar praí...









O menino soltando pipa acha que o céu lhe pertence...

Adeus, INFÂNCIA!

INFÂNCIA


Infância, é um pirulito
Feito com muito amor
É um jardim bem florido
Onde a criança,é a flor
De todas a mais bonita
A do mais doce olor!


Infância, é joia bem rara
Merece todo carinho
É pomba saída do ovo
Escondidinha, no ninho
É doce de coco bem fresco
Se come, devagarinho...


Infância, é cabelo lavado
Na chuva que limpa a calçada
É noite de céu estrelado
Se brinca, na terra molhada
É gude correndo na lama
É a mamãe estressada


Infância, é o livro querido
Onde se lê historinhas
Que foram feitas com amor
Pelas queridas vozinhas
Qu'embalam os seus netinhos
Deitados nas cadeirinhas


Infância, é o grupo escolar
Cheio de animação
É a mamãe esperando
Na saída do portão
A professora querida
Que mora no coração!


Infância é ponte de luz
A nossa mais grata esperança
De não crescermos, jamais
Sermos eternas crianças
Onde não chegam os "ais"
E tudo na vida é bonança!

Coisa boa é a Infância! 

http://bruxinhaalegre.blogspot.com.br/2011/04/infancia.html


"Todas as grandes personagens começaram por serem crianças, mas poucas se recordam disso." (Antoine de Saint-Exupéry) 


Vou te amar até morrer, meu anjo amado!