terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Fazendo Artes




Nosso último diálogo ao celular:
-Como você está, meu amor?
-Eu estou bem, vovó!
-Está tudo bem mesmo?
-Eu estou muito bem,vovó...
-O que você está fazendo, meu anjinho adorado?
-Estou brincando de massinha...
-O que você fez?
-Eu fiz uma árvore e uma montanha...
-Sabe o que eu queria mesmo, vovó?
-O que, meu adoradinho?
-Que você me balançasse, vovó...
-Ah! Que bom seria!
(Dei-lhe um balancinho que ele adora que eu o lance bem alto)






 "O que é um adulto? Uma criança de idade." 

(Simone de Beauvoir)




- Eu to orgulhoso de você, vovó!



- Minha avó vai me dar uma roupa do Hood...
(Já ganhou)



-Vovó, os índios não têm outro jeito senão caçar para sobreviver... Eu nunca vou matar nenhum animalzinho, vovó.




-Papai do Céu, obrigado por me dar uma vovó que me dá banho e cuida de mim!



-Que bom, Papai do Céu, por ter uma vovó que me dá banho!



Num supermercado próximo da sua residência, ele, no carrinho, viu um corte de boi enorme e com os olhinhos tristes me disse:
-Por que isso, vovó?
-Tem que ser assim?
-O quê,  meu amor?
-Essa crueldade com os bichinhos?




Quando eu lhe pedi que pegasse algo em minha bolsa ele veio com um envelope com minhas passagens para as futuras  próximas viagens... eu lhe disse:
-Cuidado, meu querido, se eu perder, eu não posso mais viajar...
Ele logo retrucou:
-Viva! Oba! Parabéns!
Sempre insiste que deseja que eu more com ele...




Olhem só a carinha de rapazinho do menino mais lindinho da vó...

A vó toda feliz com o denguinho a semana todinha...

O gatinho segurando outro...

Que sorrisinho mais maroto e feliz!

Vamos passear com a vó...

Na chegada todo mundo feliz...

Brincando com a vó no karaokê...

Mãe, tios se divertem com o sobrinho, alegria da nossa vida...

Ele gosta de brincar em todos as possibilidades...

Família que brinca unida, permanece unida...

E ele martela mesmo...



Tem o coração ainda infantil...

Gosta de brincar...

Mas quando encontra um livro infantil... aí a sua atenção fica presa...

Folheia para cá e para lá...

Gastando energia...

E vai subindo o pequeno levadinho...

Para para uma pausa nos brinquedos...

Experimenta tudo que pode...

Volta a matar os bichinhos...

Passeia de táxi com a vó...

Saindo de casa pra se divertir no Domingo...

Meu xodó!

Todo posudo...

Ele me disse numa noite destas:

- Vovó, já pensou se você não fosse a minha vovó?
- Ainda bem que é...
- Se viesse outro menino pedir para você ser a avó dele eu ia dizer: Cai fora!



Meu netinho me disse assim ao celular:
- Vovó, conta uma historinha para mim?
Eu lhe respondi:
- Meu benzinho, vovó está saindo do Hospital agorinha (estava internada)... estou tão cansadinha...
Ele, na hora, sem pestanejar, me contestou:
-Vovó, VOCÊ CONSEGUE!








2 comentários:

  1. Olá Rosélia :)
    Diálogos bonitos, puros e inocentes,
    somente criança pra exalar tamanha doçura...
    Ótimo dia!
    Beijos :)

    ResponderExcluir
  2. Querida amiga que doçura este amor lindo que vos une.
    Mas a amiga esteve internada ? Espero sinceramente que não tenha sido nada de cuidado !

    Rosélia, aproveito para lhe desejar o que lhe desejo todo o ano, saúde, paz e muito amor, na companhia dos que lhe são queridos, que são muitos felizmente.

    Acredite que é uma amiga muito querida para mim.

    Um beijinho de amizade


    ResponderExcluir