terça-feira, 24 de novembro de 2015

Donos de Mim



Cada netinho que chega é a prova palpável de que Deus ainda promove a vida para nós...
O sorriso jamais vai se extinguir de um coração que tem amor dentro de si...
A felicidade estampada no sorriso de quem ama os seus e para eles só deseja todo o bem...
O amor se multiplica... antes era para um... agora para dois...
Essa é a vantagem de se ter recebido um coração magnânimo onde sempre cabe mais um...
Como não ficar feliz diante de um ser pequenino que depende em tudo de nós?
A quem nós amamos e só almejamos todo o bem...


Doce colinho de vó...
Coruja?
Quem disse que não?!

E o menino amado cresce
Me faz sentir a recíproca de um amor sem fim...
Presente de Deus para acalentar um coração que ama e só deseja amar...


E eles se preparam para partir...
E o meu coração com eles vai...
Apesar de eu ficar...
Por ora...

Doce aconchego de amor...
Embalo suave do pedacinho de bem querer...
O amor cabe todinho num abraço de alma...
O encanto da vó cresce em estatura e graça...
Mas não perde a inocência de criança feliz...
Nos diverte com a sua sanfoninha que toca de verdade e foi ganha do Papai Noel...


Enfim, metade das férias se foram
O meu coração agora vai cuidar de mim...
Ele está e muito precisando...
De carinho...
Vou para a roça
Lugar onde me refaço...
Me restauro...
Me integro...


- Vovó, nós nunca vamos nos separar...

Recortes de vida que já vivemos...


terça-feira, 17 de novembro de 2015

Passeio Dominical




-Vovó, eu falei pro meu carrinho que tava com saudade de você...




- Foi a vovó que me deu...
Acrescentou todo bobo:
- A vovó é muito bacana...



- Vovó, eu sinto uma coisa só de ver o trenzinho... eu fico emocionado quando você me leva!



-Vovó, você não vai embora, eu vou te trancar!

-Não fala em ir embora que eu fico assim... (me cutucou e mostrou-me os olhinhos marejados... coitadinho!)


Enfim... os dias se passaram e a alegria da vovó se findou por um novo tempo...
Lanchinhos preferidos...
Cabelos desarrumados após o banho...
Dias de frio externo e muito calor interno nas cabaninhas improvisadas e nos corações...
Brincadeiras de frio: aviõezinhos de papel... barquinhos... tudo o que possa passar ludicamente o tempo nosso sem poder pegar muito frio pro pequenino lindo da ...
Eis acima o painel do amor retratado em figura de  e netinho...
Vale a pena sonhar... amar e ser amado (a)...

Passeios na Pracinha... correr e pular... poder gritar bem alto e avó comandando os sons: imitando o leão... o gatinho... o cachorro... etc e tal... quanta alegria sem fim!

ENCANTAR-SE A CADA CANTO...

Muito espaço para correr e brincar e não ter a vergonha de ser muito feliz...

Soltando bombinhas... no mês junino... em lugar amplo e arejado pode...
A tarde na Pracinha de "fria" não tem nada... podem acreditar!
Ele me esquenta e o meu amor por ele o aquece...
No parquinho da praça tem de tudo... além do escorregador... do balancinho... da gangorra... tem muita amizade com os amiguinhos e muito mimo do educado menino...
Conhecemos um menino americano recém chegado que só dizia: "no, vovô" foi uma incrível companhia: eu e o avó dele e os pequeninos...
TARDE MUITO FELIZ!
Até a volta meu anjinho adorado... Não chore!Estou aqui também a controlar meu coração a explodir de tanta saudade já...
AINDA BEM QUE O TEMPO PASSA DEPRESSA... MÊS QUE VEM TEM MAIS...
E faz feliz à mamãe aí tão distante da vovó que chora a cada despedida a não conter mais...
Que Papai do Céu proteja vocês aí!



terça-feira, 10 de novembro de 2015

Alegria de vó


"Eu gosto de te ver todo dia, vovó"...
"Eu te amo, vovó!"
"Eu não queria ir embora... por que tenho que ir?"
"Eu queria ficar mais um pouquinho"...


As luzes da cidade se acendem...
As luzes da casa da vovó iluminam nossa alegria ainda mais...
Todos os cômodos ocupados... com barulho gostoso de gente...
Fogão sempre acesso... comidas gostosas... quilinhos a mais...
Ruído acima do habitual...
Horários alterados... troca do dia pela noite...
Passeios no final do dia... quando a chuva permite (no penúltimo dia e último, não mais)...
Impossível descrever a sensação contagiante de explosão de afeto e coração saciado...
Hoje... resta-nos o sentimento de "perda"...
Quanto a mim: sinto-me sem chão... um nó no peito... coração apertadinho...
Como a saudade corrói!
Ainda bem que vem logo a Páscoa... com o coelhinho levando ovinhos e chocolates...
É um vai e vem tremendo!
Idas e vindas... quando se ama...
Entendem a linguagem do amor?
Claro que sim!
É universal!
De feriado em feriado... a gente se ama... se compreende... se perdoa e se constrói...
Vale a pena quando se tem o amor ao nosso lado...
E até o Próximo feriadão, se Deus nos permitir... guardamos o carinho por um tempinho...
Vai entender a vida!




RECORDANDO UMA VIAGEM PELO ES...

A chegada na casa do netinho e filhota é sempre precedida de muita emoção... eles me vêm monitorando o trajeto e o pequerrucho me interrogando com ansiedade: "-Vovó, você tá chegando?"
Ouço-o gritar para a mãe com grande entusiasmo: "Ela tá vindo, vovó tá vindo..."
Isto vai de instante a instante... haja bônus no celular e aguenta firme coração que deseja voar... para chegar logo...
Seja onde for que ele vá me encontrar... os dentinhos não cabem na boca... dá um sorriso de orelha a orelha... costumeiro... muito gostoso!
filhota ficou para "segundo plano" também... já se acostumou... mas depois de uns minutinhos do abraço que não tem fim, ela ganha o coletivo dela... com o lindinho no meu colo... não dá para largar...
Depois vem a parte ótima para todos... os presentes rotineiros (porém dados com gosto...)
Faço questão de empacotar presente por presente para demorar mais... e a alegria ser mais demorada ainda... ele fica doido de euforia ao abrir cada pacote e tirar a foto para variar... COISAS DE AVÓ!
Cada um (sendo tudo como sei do gosto dele) é uma farra maravilhosa... nos encanta, a filha fica tirando as fotos... sentada para não se cansar...
E aí já veio a hora de ir à rua passear um pouco... ao super mercado comprar as iguarias para os quitutes preferidos dela... sempre os faço... cada qual tem sua porção garantida... meu genro é fácil, um gostoso omelete com o que seja de recheio é o suficiente para agradá-lo... também pudera! É mesmo uma delícia!
Dessa vez a bisavó nos acompanhou... foi sendo "enrolada" e ficou conosco até o final de semana... coisa rara... pessoa de idade gosta mesmo é do seu cantinho... como diz a toda hora a "bisa"...
O pequenino pergunta sempre pelo "biso" quando vê a companheira... não entende que ele se foi para o Céu... é claro, tem apenas dois aninhos!
Domingos Martins é um cidade linda... lá vamos passear sempre, apenas cinco minutinhos de carro... é prazeroso... lindos jardins, deliciosos doces pelo clima frio e restaurantes bem caprichadinhos...
O estilo misto ítalo/germano é encantador... gosto demais...
Entre pratos da família: nhoque... panqueca... lasanha... vamos quebrando o regime tanto no sentido literal como no da abstinência da falta de carinho... ainda bem!
Saí de lá super "bem resolvida"... tantos mimos recebidos... pudera!
Ele tem um fascínio sobre mim e me quebra com seus pedidos...
Lá, foi uma mesinha com cadeira para ele e um provável amiguinho que certamente virá de visita... está na fase de lápis de cera, de cor, de carimbos... pinos, cubos... quadro de giz...
Adora desenhar e me requisitou para tal tarefa o tempo todo a ponto de eu não ficar atualizada nas notícias dos Jornais televisivos... o neto teve prioridade...
Ele segura a minha mão com a sua de uma forma tão terna, dá cada beijinho... de dar vontade de não resistir e mudar meu local de residência... (convite é o que não me falta...
Mas... tenho outros "amores" por aqui... é a vida!
Ela é feita de momentos felizes... juntando como numa rede... dá um tantão assim de felicidade, como diria meu amadinho...
Na minha saída, haja coração para ver o seu rostinho... dessa vez, engolia o choro... cerrava os dentinhos com os lábios... murchava o queixo...
Ah! meu Deus que tristeza de cortar o coração... mas tinha que voltar... os compromissos me aguardavam apor aqui...
Amanhã novos dias fora... mais 5 dias livres... para outro lugar...
Estarei viajando para a roça... casa dos tios... Fazendas a percorrer... aniversário de um dos primos, estaremos reunidos alguns primos no domingo... curtimos muito nos reunir em família... TODOS...
Ainda bem que chegará depressa o Dia das Mães e eles virão por aqui, segundo o que combinamos...
Já acabei de comprar o "pica pau" famoso que faz hehehehe... que o lindinho me pediu...
Disse-me a mãe ainda pouco (ele foi para a creche) que, no carro, ele, chorando copiosamente, lhe perguntou: -"Eu to muito triste, muito mesmo que a vovó foi embora... eu não queria que ela fosse embora, quando será que ela vai trazer meu pica pau"?
É a encantadora ARTE DE SER AVÓ... não dá para definir com palavras... só mesmo vivendo-a...
Obrigado, meu Deus, porque me permitiste ser a avó mais feliz da face da terra...
Ainda bem que tenho o outro por perto para consolar-me na ausência do outro... cada qual tem o seu jeito próprio de ser...
Mas que é bem delicioso ser mãe duas vezes, ah, isso é!

Recordando uma fase linda com netinhos há 6 anos...