sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Florear!


A PRIMAVERA
(Olavo Bilac)
Coro das quatro estações:
Cantemos! Fora a tristeza !
Saudemos a luz do dia:
Saudemos a Natureza !
Já nos voltou a alegria !



A Primavera:
Eu sou a Primavera !
Está limpa a atmosfera,
E o sol brilha sem véu !
Todos os passarinhos
Já saem dos seus ninhos,


Voando pelo céu.
Há risos na cascata,
Nos lagos e na mata,
Na serra e no vergel:
Andam os beija-flores
Pousando sobre as flores,
Sugando-lhes o mel.



Dou vida aos verdes ramos,
Dou voz aos gaturamos
E paz aos corações;
Cubro as paredes de hera;
Eu sou a Primavera,
A flor das estações !


Coro das quatro estações:
Cantemos! Fora a tristeza !
Saudemos a luz do dia:
Saudemos a Natureza !
Já nos voltou a alegria !

quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Primaverando



Festa da primavera

(Anne Lieri)




A primavera esperada

Chegou com alegria e cor

Nos blogues é festejada

Todos cobertos de flor!



São rosas, cravos, lilases,

Orquídeas e margaridas,

São poesias, belas frases,

Festejam o bom da vida!



A primavera é menina

Correndo nos corações

Cantando doces cantigas

Recitando exclamações!





Com ela os passarinhos

Gorjeiam ao amanhecer

O rio corre em burburinho

Tudo é leve agradecer!



Que essa festa colorida

Toque a nossa emoção

Encha de flores a vida

Com imensa gratidão!



- Amanhã, você pode vir aqui, vovó?

- Eu to muito feliz com você, vovó.


domingo, 20 de setembro de 2015

Brincar é Salutar


Brincar é divertido,
Faz a gente animar-se
Cada dia mais e mais.
Haja energia p'ra estudar também!
Somos piratinhas
Inventamos mil coisinhas.












- Você não se chama vovó... se chama mega, super, híper vovó...
Disse-me o netinho do meio...

- Eu rezo pra vocês serem felizes...
- E você consegue, vovó, nós somos!

domingo, 13 de setembro de 2015

Dorme, meu Benzinho!




Insônia
Dorme, doce criança,
Pois enquanto tu descansas
O bicho não vem pegar.
A tal forma na cadeira
Não é só uma toalha,
É um fantasma a te espreitar...
Dorme, doce menino,
Deixa que a luz da lua
Brilhe sobre esta penumbra!
As corujas, quando cantam
Prenunciam desencanto,
E a forma que vislumbras
Passando diante da lua
Não são pássaros voando...
Dorme, pobre menino,
As batidas na janela
Não são galhos que se movem
Balançados pelo vento...
Vou velar pelo teu sono,
Mas não posso proteger-te,
Meu menino, infelizmente...
Dorme, doce menino,
Pois o dia que amanhece
Selará o teu destino...
A claridade é um dolo
Que te afasta do meu colo,
E aumenta o desconsolo...
(Ana Bailune)









Doce encanto, meus amores até o fim...

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Razão do meu Viver



Venham cá, netinhos amados!



Acheguem-se bem pertinho a mim...


Como viver sem o carinho de vocês?



Toque-me e serei bem mais feliz!


Seja  meu anjinho e ficarei eternamente contente...



Meu colinho seja para você um bálsamo bendito...


Nossos segredinho de amor sejam ditos ao pé de ouvido...


Ternurinha linda, não cresce tão rápido...


Vovó é feliz se você está por perto...


Abraço-os com carinho de vó...


Dar meu colo é dar meu amor junto...


Sempre felizes e sorridentes quero vê-los por toda mina vida...


Meu gorduchinho lindo, vontade de apertar...


Nossos passeios, colinhos, pipoca e algodão doce...


Momentos únicos onde meu coração bateu feliz...


Seja de dia ou de noite, fico em plena alegria...


Garotinhos lindos, meu mundo fica mais colorido e doce...


Vivemos lindos momentos de ternura e amor de vó e netinhos...


A quem amo mais? Impossível distinguir.. são únicos cada um por si...


Meu docinho de leite...



Meus amores, vida minha com sentido...


Para sempre hei de amá-los...


Até o fim dos meus dias...


Doce encanto da vovó...


Alegria do meu coração até a eternidade...

https://www.youtube.com/user/hooplakidz?v=UgMM_TySVMs